Extremo – O terrível ato da autoimolação.

Autoimolação é o Sacrifício voluntário de si mesmo.

Outro aspecto bem distinto da autoimolação é a antiga prática do chamado sati ou sattee, onde viúvas de certas comunidades da Índia e regiões adjacentes, se suicidavam na fogueira da pira crematória do finado esposo. Foi uma prática prevalente desde os tempos pré-históricos porém atualmente ela é muito rara pois é estritamente proibida pelas autoridades governamentais. A imolação é umas das principais maneiras de suicídio, pelas tradições e costumes dos tempos abraamicos, é uma das formas de suicídio mais curiosas e mais impactantes de todos os tempos, essa tradição budista dá uma ênfase maior aos protestos, raramente usados mais sempre impactantes e mediáticos.  Leia abaixo uma notícia recente sobre isso:

Um exilado tibetano ateou fogo ao próprio corpo e correu em meio aos participantes de um protesto na capital da Índia nesta segunda-feira (26), um dia antes da visita do presidente da China e em meio a uma série de autoimolações de manifestantes que protestam contra o governo chinês no Tibete.

A polícia indiana, que já aumentou a segurança em Nova Délhi por causa da visita do presidente Hu Jintao, dispersou o protestos hora mais tarde, detendo dezenas de tibetanos.

O homem aparentemente jogou um líquido altamente inflamável sobre o corpo e foi tomado pelas chamas ao passar pelo palco onde oradores criticavam a China e a visita de Hu ao país.

fonte

One thought on “Extremo – O terrível ato da autoimolação.

Leave a comment

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *